Segunda-feira, 4 de Janeiro de 2010
Tempos novos, problemas velhos

Estamos a iniciar um novo ano, o ano de 2010.

O ano em si, deve levar, pelo menos todos os que se interessam e intervêm na causa pública, a um conjunto de reflexões, aproveitando um período da nossa história mais recente.

Digo recente, porque 100 anos na História é muito pouco, e estando perante o Ano do Centenário da Implantação da República, em Portugal, será que os problemas que afectaram o Povo naquela época, estão definitivamente arredados do nosso dia a dia um século depois.

Se naquele tempo era evidente uma grave crise económica, política e social, pois essa evidência traduzia-se, nomeadamente nas dificuldades do povo, por exemplo com os preços dos produtos comerciais e as consequentes fracas condições de vida, com o povo descontente e o País numa grave crise, como já referi.

Outro grave problema, tinha a ver com o fraco grau de escolaridade, com uma fraca inexistência de rede escolar ou de ensino, com todas as consequências que daí advinham.

Na área do trabalho, as unidades industriais, as fábricas, situavam-se essencialmente nas cidades de Lisboa e Porto, onde trabalhavam operários, e uma grande parte do resto da população trabalhava no campo em que as condições de vida eram de grande dificuldade.

Portugal estava a atravessar uma fase difícil, completamente endividado, tinha que recorrer ao empréstimo estrangeiro, o que levou que só para pagar os juros, o rei tivesse que aumentar mais impostos.

Estas referências muito resumidas, só para reflectir o tempo de hoje, tendo presente o grande contributo que a implantação da República em 1910, com os movimentos anteriores a esta data, encetaram com o objectivo de melhorar as condições de vida.

E nesse plano não podemos deixar de registar a importância que a criação de muitos centros republicanos, integrados num vasto movimento associativo da época, tiveram no plano educativo, não só para crianças, que até então estavam arredadas, mas também a outros níveis.

Muitos desses Centros se espalharam pelo País, por exemplo na nossa região é possível identificar o Centro Republicano Académico de Coimbra, fundado em 1890, que colaborou nas greves académicas de 1928-1931 e que teve como Presidente Fernando Lopes Graça, entre outros.

Ou o Centro Eleitoral Republicano Democrático, em Coimbra, fundado em 1878, por Abílio Roque de Sá Barreto, mais virado para um objectivo político-partidário, ou ainda na Figueira da Foz, o Centro Republicano José Falcão, ou também e ainda em Coimbra, o Centro Republicano António José de Almeida.

Estes apenas alguns exemplos do trabalho de elevação do nível escolar e de consciência cívica e política, que estes Centro tiveram.

Mas será que a República contribuiu para a resolução de todos os problemas? Não podemos deixar de registar também que o período foi de grande convulsão política, de debate de ideais, em que muitas vezes as guerras de poder, levaram a que os problemas essenciais, não fossem resolvidos.

Pois não podemos esquecer que é em plena República, que a Ditadura Militar se instala (1926-33), que dá origem ao Estado Novo, longa noite escura (1933-1974), que após a 25 de Abril, se instala um período designado de PREC (1974-76) e acabamos por chegar aos nossos tempos, a Democracia, a partir de 1976.

E então, chegados aqui, se hoje o acesso á educação, á saúde, a outros bens fundamentais para a nossa sobrevivência, colocam-se a outro nível, da qualidade do serviço, outros há que estão por resolver e se agravam.

O desemprego, situação novamente dramática e que é preciso dar resposta como a prioridade das prioridades. A justiça, área tão sensível duma República, que definitivamente temos que todos independentemente das nossas opções políticas encontrar o que é essencial para que volte a ser respeitada.

E no processo político, é fundamental que aqueles que estão na política para servir a causa pública, o bem comum, não possam ser colocados em causa, pelos maus exemplos dos políticos que tem vindo a servir-se desses meios de intervenção para resolver os seus problemas pessoais, colocando em causa os seus próprios partidos, e uma arte nobre como é e deve ser a política.

Ética republicana precisa-se!

Carlos Cidade (Jurista)

In: Jornal "DIÁRIO DE COIMBRA"  -  04-01-2010

Recebido por E-Mail



publicado por José Soares às 16:08
link do post | favorito

José Soares
pesquisar
 
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

MENSAGEM DE TESTE ANIMADA

PS/CONCELHIA DE COIMBRA –...

Oh Borges, porque não te ...

PS/Coimbra: Mário Ruivo e...

PS - Debate entre Mário R...

25 de Abril

25 de Abril - Histórias d...

25 de Abril 1974, E Depoi...

Ghost - o Espirito do amo...

Pescador de caranguejos

ELEIÇÕES NO OLIVAIS FUTEB...

A vida ensina-nos a escol...

Uma sociedade democrática

Earth Song - Michael Jack...

Convívio Socialista Faceb...

Feira Medieval em Buarcos

Vlog do Fernando

A sorte e a crise não são...

Parabéns: já só faltam ci...

Nós Estamos num Estado Co...

20 de Fevereiro - Históri...

19 de Fevereiro - Históri...

18 de Fevereiro - Históri...

17 de Fevereiro - Históri...

16 de Fevereiro - Históri...

15 de Fevereiro - Históri...

14 de Fevereiro - Históri...

13 de Fevereiro - Históri...

As pieguices de Passos Co...

12 de Fevereiro - Históri...

arquivos

Março 2015

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub