Segunda-feira, 27 de Fevereiro de 2012
Nós Estamos num Estado Comparável à Grécia

Nós estamos num estado comparável, correlativo à Grécia: mesma pobreza, mesma indignidade política, mesmo abaixamento dos caracteres, mesma ladroagem pública, mesma agiotagem, mesma decadência de espírito, mesma administração grotesca de desleixo e de confusão. Nos livros estrangeiros, nas revistas, quando se quer falar de um país católico e que pela sua decadência progressiva poderá vir a ser riscado do mapa – citam-se ao par a Grécia e Portugal. Somente nós não temos como a Grécia uma história gloriosa, a honra de ter criado uma religião, uma literatura de modelo universal e o museu humano da beleza da arte.


Eça de Queirós, in 'Farpas (1872)'

 



publicado por José Soares às 12:24
link do post | favorito

Sábado, 3 de Abril de 2010
Boas acções

Nas nossas democracias a ânsia dos mortais é alcançar em sete linhas o louvor do jornal.

Para se conquistar essas sete linhas benditas, os homens praticam todas as acções – mesmo as boas. 

 

Eça de Queirós – “A Correspondência de Fradique Mendes”

 



publicado por José Soares às 22:15
link do post | favorito

Sexta-feira, 2 de Abril de 2010
Governação

É uma pena que todas as pessoas que sabem governar o país estejam demasiado ocupadas a conduzir táxis e a cortar cabelos.

 

George Burns

 

Publicado por João Silva no blogue “Bom dia Mondego

 

Autênticos governantes de bancada. Aí está uma coisa que podiamos exportar.

 



publicado por José Soares às 18:43
link do post | favorito

Segunda-feira, 29 de Março de 2010
Viver

Viver é a coisa mais rara do mundo.

A maioria das pessoas apenas existe.

Óscar Wilde

 



publicado por José Soares às 08:30
link do post | favorito

Sábado, 6 de Março de 2010
Subtilezas sobre políticos e burros

A última sessão da Assembleia Municipal da Figueira da Foz foi... hilariante. O deputado PS, Adelino Pinto, recorreu a um lugar-comum para se pronunciar sobre as declarações recentes do líder local do partido: “se um burro dá um coice, eu cortava-lhe a perna…”. A seguir à conversa sobre os equídeos, acrescentou: “a culpa é do jornalista, que em vez de o entrevistar devia ter chamado o médico, porque há pessoas que sofrem de febre…”. Depois desta intervenção, a venda de termómetros disparou exponencialmente…

 

In: Jornal “Diário As Beiras” - 06-03-2010



publicado por José Soares às 17:59
link do post | favorito

José Soares
pesquisar
 
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

Nós Estamos num Estado Co...

Boas acções

Governação

Viver

Subtilezas sobre político...

arquivos

Março 2015

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

links
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds