Sexta-feira, 23 de Março de 2012
A sorte e a crise não são para todos

 

(Para ler clique «AQUI»)

 

In: Jornal "O Despertar" - 23-03-2012 



publicado por José Soares às 15:18
link do post | favorito

Sexta-feira, 24 de Dezembro de 2010
Roménia - Homem atira-se das galerias do Parlamento em protesto

 

Um electricista da televisão pública romena atirou-se da galeria do Parlamento, gritando "Boc, roubaste o futuro dos nossos filhos", em protesto contra as medidas de austeridade impostas pelo governo de centro-direita, liderado pelo primeiro-ministro Emil Boc.

 

Adrian Sobaru, de 40 anos, foi particularmente afectado pelo pacote de redução de despesas do Estado, pois o governo reduziu muitos subsídios sociais, incluindo o que o electricista recebia como ajuda para criar um filho autista.

Sobaru atirou-se da bancada quando estava prestes a começar o debate de uma moção de censura contra o governo apresentada pela oposição. Mesmo apesar do incidente de a sessão parlamentar ter sido suspenso por uma hora, a ausência de vários deputados da oposição foi suficiente para que a moção tivesse sido rejeitada quando foi levada a votos.

Segundo fonte hospitalar, o homem está em condições estável, depois de ter sido submetido a uma cirurgia, em virtude das várias fracturas no rosto que sofreu  na queda. Boc lamentou o "incidente trágico" e disse "compreender as dificuldades que muitos romenos enfrentam neste período de crise".

"Apelo a que procuremos soluções para ultrapassarmos este período difícil", disse o primeiro-ministro romeno, que teve de implementar neste ano duras medidas de controlo orçamental para ultrapassar a crise financeira e obter ajuda do Fundo Monetário Internacional e da União Europeia.

 

In: DN/SAPO – 23-12-2010    

 

 



publicado por José Soares às 00:57
link do post | favorito

Sábado, 18 de Dezembro de 2010
A crise e as contas da Saúde

A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), que é tutelada pelo Ministério da Saúde, “deve publicar até ao final do mês de Novembro a execução económico-financeira do SNS relativa ao terceiro trimestre do ano”. Esta norma está definida num despacho do Governo publicado em 2008, pelo que as contas do SNS relativas ao terceiro trimestre de 2010, já deviam estar publicadas.

Receio que o seu atraso possa ter a ver com o real défice da Saúde, que pode vir a ser bem maior que aquilo que temia o Ministro da Finanças.

Não precisamos de ministros simpáticos, mas dava jeito que fossem competentes. É que estou a ficar saturado de tanto pagar para combater a crise, para a qual não sinto qualquer responsabilidade para o seu aparecimento, manutenção e até agravamento . Pela minha parte, já sou obrigado a dispensar 8 salários por ano, que, se tivesse dinheiro, punha o Estado em tribunal. De congelamento em congelamento, de redução em redução, qualquer dia já nem tenho vencimento pela incompetência de uns e pelo chico-espertismo de outros.

Eu não posso ter direito à minha aposentação completa, depois de ter descontado para o Estado durante 36 anos, o que me tinha sido exigido. O actual presidente da República, ao que dizem, já pode ter três reformas e um vencimento!? Que país injusto estamos a criar.

 

 



publicado por José Soares às 10:25
link do post | favorito

Sexta-feira, 12 de Novembro de 2010
Crise!? Para quêm?

 

Um país de contrastes. Até quando?

 



publicado por José Soares às 14:00
link do post | favorito

Quinta-feira, 30 de Setembro de 2010
Governo lança ataque à Função Pública para acalmar os mercados

Austeridade

 

Além do corte de 5% nos salários dos trabalhadores públicos, foi também anunciado o congelamento das pensões. Tudo em função da meta do défice.

 

José Sócrates foi directo ao assunto. Ontem, depois de várias semanas de pressão fortíssima dos mercados, o primeiro-ministro tomou "a decisão dolorosa": os salários dos funcionários públicos vão sofrer um corte de 5% no próximo ano. Depois deste anúncio, feito em directo no ‘prime time' televisivo, seguiu-se uma bateria de dez medidas para cortar na despesa e outras cinco do lado da receita. Tudo somado, são mais 5.120 milhões de euros para garantir que o défice fica em 4,6% no próximo ano.

Além de reduzir os salários - uma medida que, de entre os países mais pressionados pelos mercados, só Portugal ainda não tinha adoptado, como lembrou Sócrates - o Governo quer cortar o número de contratados no Estado e vai também congelar as pensões. As medidas são "de último arraso" e "só são tomadas quando não há outra alternativa", argumentou o primeiro-ministro. Contas feitas, do lado da despesa, o Executivo quer poupar 3.420 milhões de euros, um valor que, ainda assim, não chega para abandonar a ideia de aumentar impostos, que tem travado o entendimento com o principal partido da oposição.

Do lado da receita, os portugueses voltam a sofrer um aumento do IVA - que passará para 23% - e não escapam aos tectos globais e progressivos para as deduções e benefícios fiscais em sede de IRS. Um ponto que Passos Coelho, líder do PSD, tem rejeitado desde o primeiro momento. Tudo somado, são mais 1.700 milhões de euros que entram nos cofres do Estado só por esta via.

Mas Teixeira dos Santos lançou o repto: "Quem achar que se deve cortar mais na despesa, que diga onde se deve cortar e eu estarei disposto a analisar as propostas para não aumentar impostos". Logo de seguida, o PSD deu uma sugestão: estender o congelamento do investimento do Estado "às Parcerias Público-Privadas em curso", avançou António Nogueira Leite. Já sobre o corte dos salários, nem uma palavra.

 

In: Económico – 30-09-2010

Margarida Peixoto e Márcia Galrão   com D.F.

 



publicado por José Soares às 01:13
link do post | favorito

Segunda-feira, 15 de Março de 2010
Só entra um funcionário público com saída de três

Foto: Micaela Neto/Global Imagens

 

Funcionários sem aumentos acima da inflação até 2013. (…)
 
Na hora de apertar o cinto, Teixeira dos Santos revela que a regra passará a ser de uma entrada por cada três saídas na Função Pública. Até 2013 não haverá aumentos acima da inflação para ninguém e as alterações em sede de benefícios e deduções fiscais permitirão uma poupança de 400 milhões.
 
 
O congelamento salarial na Administração Pública vai ser real, nominal ou é para ser gerido à medida das necessidades?
Não temos uma regra de congelamento puro e simples, até 2013. Pela evolução que as despesas de pessoal terão que ter até 2013 não antevemos possibilidades de aumentos salariais que não sejam abaixo da inflação. É uma matéria que teremos de avaliar. Poderemos ter anos em que é possível proceder a algum ajustamento salarial e podemos ser confrontados com anos onde isso não seja possível. Mas este princípio de forte contenção salarial tem que ser entendido no quadro de previsão do que vai ser a inflação.
Há excepções ao aumento zero deste ano. A TAP é uma delas. Acha que os funcionários públicos entendem isso?
Não queria falar de aumentos salariais de empresas em concreto.
Mas é do que se fala...
Isto pode ser simplista, mas recordo: ao que me é dado saber, os trabalhadores da TAP não foram actualizados em 2009 e os funcionários públicos foram em 2,9%.
Por que não negociou primeiro com os sindicatos a antecipação na convergência das aposentações?
Tenho perfeita consciência que não é nada agradável ter que reequacionar os termos da convergência do sistema de pensões da CGA com o do regime geral. Mas convém apelar à compreensão: quando definimos esse quadro, há três ou quatros anos, estávamos longe de imaginar que nos iria cair em cima a pior crise dos últimos 80 anos. Há uma alteração de circunstâncias muito significativa que nos obriga a revisitar essas matérias.
A convergência na idade legal para a reforma vai ser feita a que ritmo?
O nosso intuito é que a exigência dos 65 anos para a reforma, que só deveria verificar-se em 2015, possa ser antecipada para o período em que o PEC vai vigorar (2010/2013). Gostaríamos de negociar com os parceiros sociais o ano e os termos em que vai ser feito.
O PEC fala de uma entrada por, "pelo menos", duas saídas na Função Pública. Ao pôr lá o "pelo menos" admite alterar o rácio? Pode ser uma por três?
Exacto, pode ser uma por três. No mínimo o que temos que fazer é por duas saídas, uma entrada. Mas quando se diz "pelo menos" significa que, sempre que for possível fazer uma entrada por três saídas, devemos fazê-lo.
Sempre que possível passa a ser essa a regra?
Exacto. Temos que procurar fazer sempre melhor do que o dois para um. É esse o sentido da expressão.
(…/…)
In: Entrevista de Teixeira dos Santos ao "Jornal de Notícias" - 15-03-2010
JOANA AMORIM E LUCÍLIA TIAGO


publicado por José Soares às 15:41
link do post | favorito

Segunda-feira, 1 de Março de 2010
Governo prepara corte nos benefícios fiscais para reduzir o défice

 

No PEC para 2010-2013, o Ministério das Finanças estuda um aperto nos benefícios fiscais para famílias e empresas.

 

O Governo está a estudar a possibilidade de acabar com alguns benefícios fiscais para as famílias e empresas. Segundo o Diário Económico apurou estas alterações serão incluídas no Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC). A principal preocupação da equipa de Teixeira dos Santos é garantir a entrada de receitas, em ano de crise e com um défice de 9,3% para controlar.

O PEC deverá ser apresentado em breve e vai conter medidas de combate ao défice de modo a ‘tranquilizar' a Comissão Europeia, os investidores e as agências de ‘rating'.

O Executivo de Sócrates já garantiu que não vai optar por um aumento directo dos impostos e que o esforço de consolidação passa pela redução da despesa, mas está também a estudar a melhor forma de conseguir mais receita. Uma das soluções encontradas é fazer ajustamentos ao nível dos benefícios dados aos contribuintes, prevendo mesmo a eliminação de alguns incentivos.

 

In: “Jornal Económico” - 01-03-2010

Paula Cravina de Sousa


tags: ,

publicado por José Soares às 12:07
link do post | favorito

Quarta-feira, 5 de Agosto de 2009
União de Coimbra suspende futebol sénior

 

   O pior que se temia veio a acontecer: o União de Coimbra suspendeu o seu futebol sénior por tempo indeterminado. Em causa está a impossibilidade do pagamento a vários jogadores, o que inviabilizou a sua inscrição no Campeonato Ncional da 3ª Divisão. Agora, quando retomarem o futebol sénior, vão ter que recomeçar do princípio, ou seja, na 1ª Divisão Distrital conimbricense.

   Coimbra perde prestígio quando uma direcção-geral sai da cidade. Da mesma forma a cidade sai ferida no seu prestígio, quando um dos seus clubes de referência é obrigado a suspender o seu futebol sénior. Coimbra ficou mais escura, com menos brilho. É pena.



publicado por José Soares às 18:34
link do post | favorito

Terça-feira, 4 de Agosto de 2009
Presidente da TAP duplica salário

  

   Apesar de tanto se falar em crise, há sempre alguns priviligiados que passam ao lado dela. De acordo com o CM de hoje, o “Presidente da TAP duplica salário”. Fernando Pinto declarou ter recebido o ano passado, 816 mil euros.

   A empresa até pode estar em crise, que o ano passado apresentou um prejuízo de 285 milhões de euros, mas o seu conselho de administração, no mesmo período, aumentou a despesa para as suas remunerações em 1,82 milhões de euros.

   Se há coisa que me irrita solenemente, é quando ouço altos quadros de empresas ou governantes, a dizerem que estão a fazer "um grande esforço" para conter as despesas, blá...blá...blá.



publicado por José Soares às 23:22
link do post | favorito

José Soares
pesquisar
 
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A sorte e a crise não são...

Roménia - Homem atira-se ...

A crise e as contas da Sa...

Crise!? Para quêm?

Governo lança ataque à Fu...

Só entra um funcionário p...

Governo prepara corte nos...

União de Coimbra suspende...

Presidente da TAP duplica...

arquivos

Março 2015

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds