Sábado, 18 de Dezembro de 2010
A crise e as contas da Saúde

A Administração Central do Sistema de Saúde (ACSS), que é tutelada pelo Ministério da Saúde, “deve publicar até ao final do mês de Novembro a execução económico-financeira do SNS relativa ao terceiro trimestre do ano”. Esta norma está definida num despacho do Governo publicado em 2008, pelo que as contas do SNS relativas ao terceiro trimestre de 2010, já deviam estar publicadas.

Receio que o seu atraso possa ter a ver com o real défice da Saúde, que pode vir a ser bem maior que aquilo que temia o Ministro da Finanças.

Não precisamos de ministros simpáticos, mas dava jeito que fossem competentes. É que estou a ficar saturado de tanto pagar para combater a crise, para a qual não sinto qualquer responsabilidade para o seu aparecimento, manutenção e até agravamento . Pela minha parte, já sou obrigado a dispensar 8 salários por ano, que, se tivesse dinheiro, punha o Estado em tribunal. De congelamento em congelamento, de redução em redução, qualquer dia já nem tenho vencimento pela incompetência de uns e pelo chico-espertismo de outros.

Eu não posso ter direito à minha aposentação completa, depois de ter descontado para o Estado durante 36 anos, o que me tinha sido exigido. O actual presidente da República, ao que dizem, já pode ter três reformas e um vencimento!? Que país injusto estamos a criar.

 

 



publicado por José Soares às 10:25
link do post | favorito

Quinta-feira, 11 de Fevereiro de 2010
Governo congela salários reais da função pública até 2013

Orçamento

 

Sindicatos indignados com possibilidade de congelamento salarial até 2013

 

 A medida vai fazer parte do Programa de Estabilidade e Crescimento que será entregue a Bruxelas.

Os funcionários públicos não vão poder contar com ganhos reais do poder de compra até 2013. A medida vai fazer parte do Programa de Estabilidade e Crescimento (PEC), que o Governo apresenta dentro de duas semanas, um documento que é visto pelas agências de ‘rating' como essencial para evitar uma revisão em baixa do risco atribuído à dívida pública portuguesa.

O Diário Económico apurou que o PEC vai prever uma política de moderação salarial para a Função Pública até 2013, com metas definidas sobre o peso da factura com pessoal no total da despesa do Estado, e que na melhor das hipóteses haverá uma actualização salarial igual à inflação prevista até àquele ano.

Aliás, para o Governo só haverá a possibilidade de avançar com um crescimento de salários acima da inflação, se conseguir mais rapidamente alcançar os objectivos do défice. O Ministério das Finanças disse ao Diário Económico que "face ao desafio de consolidação orçamental que temos pela frente, antecipa-se, um período de particular contenção e rigor redobrado nos próximos anos". "Em linha aliás com o que aconteceu na legislatura anterior, até ao momento em que alcançámos o défice mais baixo da democracia portuguesa, em 2008, precisamente", acrescentou. De facto só em 2009 os funcionários públicos viram os salários crescer acima dos preços.

 

In: Jornal “Diário Económico” - 11-02-2010

Marta Moitinho Oliveira

 

Comentário: Teixeira dos Santos era um dos ministros que me inspirava confiança. Quando falava, eu acreditava nele. Se dizia que não podia é porque não podia mesmo. Agora não acredito em nada do que diz. O que irá propor a seguir para conter o défice? Acabar com as reformas e vencimentos dos funcionários públicos? Aumentar a idade da reforma até aos 100 anos? Será que no futuro irá anunciar o congelamento dos salários dos funcionários públicos para os próximos 50 anos? Seguramente que não sou eu que estou a brincar. Pelo seu comportamento e afirmações e contra-informações, para mim, passou a ser um peso morto para o Governo.



publicado por José Soares às 15:18
link do post | favorito

Segunda-feira, 4 de Maio de 2009
Défice orçamental chegará aos 6,5% este ano em Portugal

Previsões da Primavera da Comissão Europeia

Défice orçamental chegará aos 6,5% este ano em Portugal
  

 O défice orçamental português deverá atingir os 6,5% este ano, de acordo com as previsões da Primavera divulgadas hoje pela Comissão Europeia. O buraco das contas públicas continuará a aprofundar-se em 2010 e deverá chegar aos 6,7%, segundo as estimativas de Bruxelas.

O défice orçamental português deverá atingir os 6,5% este ano, de acordo com as previsões da Primavera divulgadas hoje pela Comissão Europeia. O buraco das contas públicas continuará a aprofundar-se em 2010 e deverá chegar aos 6,7%, segundo as estimativas de Bruxelas.

Caso se confirmem as novas previsões avançadas pela Comissão Europeia, o défice orçamental será quase o dobro do que o previsto pelo governo para este ano de 3,9%.
A Comissão Europeia estima, no relatório divulgado hoje, que a situação orçamental de Portugal sofra “uma deterioração significativa”. Segundo Bruxelas, estes números são o reflexo das limitações em termos de obtenção de receitas fiscais impostas pela travagem da actividade económica, bem como pelas “medidas discricionárias, incluindo o pacote de estímulo económico a implementar em 2009”, cujo custo estimado representa “0,8% do PIB”, acrescidos dos fundos comunitários, representativos de 0,5% do PIB português, que terão um impacto neutral nas contas públicas nacionais, sustenta a Comissão Europeia.
A degradação da situação das contas públicas não se observa exclusivamente em Portugal. De acordo com os dados divulgados hoje, os défices projectados deverão “crescer de forma significativa tanto em 2009 como em 2010”, chegando aos 6% do PIB na União Europeia e aos 5,25% na Zona Euro este ano.

Assumindo a hipótese de que não serão anunciados novos pacotes de estímulo por parte dos governos europeus, o défice orçamental na Europa comunitária o défice orçamental superará, no próximo ano, os 7% na União Europeia e os 6,5% na Zona Euro.

Dívida pública portuguesa deverá chegar aos 81% do PIB em 2010

O rácio da dívida pública portuguesa deverá chegar aos 81% do PIB de acordo com os novos cálculos de Bruxelas, fruto dos elevados défices das contas públicas, bem como da estagnação do PIB nominal. Segundo a Comissão Europeia, “possíveis operações para apoiar o sector financeiro podem colocar pressões adicionais na subida do rácio da dívida”.

Défice orçamental na Irlanda chegará aos 15,5% em 2010

  

As medidas tomadas pelo governo irlandês para conter a escalada do buraco das contas públicas não será ser suficiente, de acordo com as novas previsões da Comissão Europeia, para impedir que o défice orçamental chegue este ano aos 12% e 15,5% em 2010. O país, um dos mais atingidos pela crise financeira, é o que apresenta o maior desequilíbrio das contas públicas na zona Euro.

Em Espanha, o défice orçamental deverá chegar aos 8,6% do PIB este ano e aos 9,8% no próximo ano. Em Itália o défice previsto para este ano é de 4,5%, subindo para 4,8% em 2010.

Na maior economia da Zona Euro, a Alemanha, o défice orçamental chegará aos 3,9% este ano e aos 5,9% em 2010.

 

Susana  Domingos
sdomingos@negocios.pt

Fonte: http://www.jornaldenegocios.pt


tags:

publicado por José Soares às 12:00
link do post | favorito

José Soares
pesquisar
 
Março 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30
31


posts recentes

A crise e as contas da Sa...

Governo congela salários ...

Défice orçamental chegará...

arquivos

Março 2015

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Setembro 2008

Março 2008

Janeiro 2008

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Julho 2007

Junho 2007

Maio 2007

Abril 2007

Março 2007

Fevereiro 2007

Janeiro 2007

Dezembro 2006

Novembro 2006

Outubro 2006

Agosto 2006

Julho 2006

Março 2006

Fevereiro 2006

Janeiro 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

Setembro 2005

Agosto 2005

Julho 2005

Junho 2005

Maio 2005

Abril 2005

Março 2005

tags

todas as tags

links
blogs SAPO
subscrever feeds
Em destaque no SAPO Blogs
pub